Homem-Aranha: Longe de Casa já ultrapassou US$ 300 milhões mundialmente!

Curte lá!
Dá um follow aê!
Segue lá!
Se inscreve aê!

 

Homem-Aranha: Longe de Casa teve mais um excelente dia nas bilheterias, tanto nos EUA quanto fora de lá. Com isso, o longa aumenta suas chances de estar com ótimos números até domingo, quando ele já terá estreado em boa parte do planeta.

 

Nos Estados Unidos, o Aracnídeo faturou mais US$ 25,2 milhões na quinta-feira, dia 04/07, seu terceiro dia em cartaz. Com isso, Longe de Casa tem no total ótimos US$ 91,4 milhões na bilheteria americana. Seria crucial para o longa que ele tivesse uma boa bilheteria na quinta, afinal, foi o feriado de Dia da Independência nos EUA. Felizmente, o herói criado pelo saudoso Stan Lee não desapontou: ele sofreu uma queda de apenas 6,7% em relação à bilheteria de quarta, o que eliminou preocupações que alguns analistas tinham de que o filme atrairia os fãs nos primeiros dias e depois despencaria.

 

Com isso, Longe de Casa agora possui o título de segunda maior bilheteria para o feriado de 4/7 (não ajustado pela inflação), perdendo apenas para Tranformers, que faturou US$ 29 milhões no Dia da Independência em 2007. Entretanto, o herói interpretado por Tom Holland superou Meu Malvado Favorito 2 (US$ 24,5 milhões), O Espetacular Homem-Aranha (US$ 23,3 milhões) e Homem-Aranha 2 (US$ 21,9 milhões). Com exceção do segundo longa comandado por Sam Raimi, que estava em seu quinto dia em cartaz, Transformers, Espetacular e o segundo Meu Malvado Favorito estavam em seus segundos dias.

 

 

Assim, graças às consistentes performances do longa em seus três primeiros dias, os analistas do mercado estão esperando uma bilheteria de US$ 26,5 milhões na sexta-feira, dia 05/07. Caso isso se concretize, então Longe de Casa terá cerca de US$ 118 milhões após quatro dias em cartaz. O sábado e o domingo são mais incertos, porém. Tudo dependerá do público familiar, que não tem a mesma ansiedade dos fãs de correr para os cinemas nos primeiros dias e preferem esperar o fim de semana, quando então poderão levar seus filhos. 

 

As previsões mais otimistas, que levam em conta a possibilidade das famílias, colocam Longe de Casa com um faturamento de US$ 81 milhões nos três dias do fim de semana (sexta, sábado e domingo). Por outro lado, uma previsão mais conservadora e realista levaria o longa a ter um fim de semana de US$ 75 milhões. De toda forma, qualquer resultado faria dele o quinto maior fim de semana de 2019 (e o maior para um filme que não é distribuído pela Disney), atrás apenas de Vingadores: Ultimato, Capitã Marvel, Toy Story 4 e Aladdin.

 

Se essas previsões se concretizarem, o longa terá entre US$ 166 milhões e US$ 173 milhões até domingo, o que seria um ótimo valor – desde já, a sexta maior bilheteria do ano nos EUA. Por outro lado, não vai ser exatamente um desastre caso ele “só” termine na casa dos US$ 150 milhões. Seu antecessor, De Volta ao Lar, havia conquistado US$ 154,1 milhões após seis dias em cartaz.

 

 

Mundialmente, Longe de Casa já faturou ótimos US$ 218,5 milhões até a quinta-feira. Grande parte disso vem da China, onde o longa conquistou US$ 136,8 milhões, entrando desde já para o ranking dos maiores filmes de heróis da história no país. Caso ele não despenque muito em seu segundo fim de semana por lá, até domingo Longe de Casa terá superado a bilheteria chinesa de US$ 154 milhões de Capitã Marvel. Afora a China, os outros mercados de maior bilheteria para o filme são o Japão, a Coréia do Sul, o Reino Unido e Hong Kong – com outros importantes países como França, Alemanha, México, Rússia e, claro, Brasil, estreando o filme ao longo desta semana.

 

Somando a bilheteria americana e internacional, Longe de Casa possui US$ 310 milhões até o momento. É bem possível que o filme termine o domingo em torno dos US$ 575 milhões, o que já o colocaria entre as maiores bilheterias do ano.

 

Seria este o primeiro filme do Homem-Aranha a passar do US$ 1 bilhão mundialmente? Por enquanto os sinais são promissores. Porém, vale lembrar que a China é um mercado onde os filmes costumam decair rapidamente na bilheteria, e logo Longe de Casa estará enfrentando competição de alguns títulos locais e O Rei Leão – o remake live action (?) da Disney estreia por lá na próxima sexta-feira.

 

 

Por outro lado, vale mencionar que, tendo custado US$ 160 milhões aos cofres da Sony, Longe de Casa foi mais barato para ser produzido do que De Volta ao Lar, que custou US$ 175 milhões. O longa de 2017 acabou gerando um lucro de US$ 200 milhões para o estúdio, então, na pior das hipóteses, Longe de Casa poderia sofrer uma queda similar à do primeiro para o segundo Homem-Aranha de Sam Raimi (-4,6%), encerrar sua carreira com US$ 839,5 milhões e ainda dar um lucro significativo para a Sony.

 

Ainda assim, caso não despenque muito a partir de semana que vem, Longe de Casa tem tudo para superar a bilheteria de seu antecessor. Vamos ver como o Peter Parker de Tom Holland se segurará frente a Simba e seus amigos da savana.

 

Leia TUDO SOBRE Homem-Aranha: Longe de Casa!

Agora que o artigo acabou, veja um vídeo do nosso canal!

Comentários

legadodamarveldisqus