Diretor cria petição para que a Marvel libere filme jamais lançado!

Curte lá!
Dá um follow aê!
Segue lá!
Se inscreve aê!

Agora que todos nós conhecemos a história sobre a estranha produção do primeiro longa do Quarteto Fantástico (ainda não conhece? clique aqui e saiba de tudo). Até hoje, o bizarro filme de Roger Corman, “ainda” não teve uma versão oficial lançada. Ainda que possamos facilmente encontrar on-line ilegalmente, através de uma copia pirata que vem de uma fita VHS que foi retirada do estúdio, e essa é a que deu ao mundo a oportunidade de assistirmos o filme.

 

    LEIA TAMBÉM!

 

A qualidade é horrível, mas é a única saída que temos. Embora Avi Arad tenha repetidamente afirmado que ele queimou a única cópia mestra existente do filme, essa definitivamente não parece ser um história convincente, ainda mais vinda do Avi Arad.

 

Uma petição pedindo a Marvel Studios que dê ao filme 1994 um lançamento oficial em DVD/Blu-ray/Streaming foi lançado por Marty Langford, diretor de DOOMED!, o documentário sobre a turbulenta história do filme. Marty Langford está solicitando à Marvel Studios, 20th Century Fox e Constantin Films (as 3 entidades envolvidas na propriedade do filme) para permitir que este filme finalmente obtenha um lançamento os fãs. Até o momento, a petição tem um pouco mais de mil assinaturas. Se liga:

 

Resultado de imagem para #ReleaseCormanFF

 

Além da petição, o diretor iniciou um movimento nas redes sociais através de hashtag: #ReleaseCormanFF. A causa ainda possui poucos adeptos. Mas e você? Gostaria de uma versão com boa qualidade em sua casa? Assine a petição oficial do change.org e ajude o filme a ter a chance de finalmente sair do escuro. Como o próprio Marty Langford diz:

 

“As razões por trás do filme inédito que estava sendo arquivadas, agora são conhecidas. É hora de mudar isso.”

 

Fique com a galeria de imagens oficial do longa:

[URIS id=6185]

Leia TUDO SOBRE Quarteto Fantástico!

Agora que acabou a notícia, vejo o novo vídeo do nosso canal!

Comentários

legadodamarveldisqus