PUBLICIDADE

Nas HQs, já tivemos um Hulk que voa!

PUBLICIDADE

Ninguém acredita, mas todo mundo já passou pela fase do “tanto faz”, inclusive a Marvel. Agora, podemos olhar para enredos de quadrinhos antigos estranhos que raramente (às vezes nunca) são mencionados de novo depois de serem introduzidos pela primeira vez.

     LEIA TAMBÉM!

 

PUBLICIDADE

Hoje, vamos olhar para um desses pontos de tramas clássicas que ocorreu e muito no início dos dias da Marvel Comics, onde Stan Lee, Jack Kirby e Steve Ditko claramente não estavam pensando muito sobre o futuro dessas propriedades e personagens (como o próprio Hulk), e seu impacto em mais de 50 anos depois, e por isso criavam com a seguinte mentalidade e argumentação: “seja o que for, quem se importa?”.

 

PUBLICIDADE

 

Poderes e personalidades drasticamente diferentes estavam todos em jogo nos primeiros dias. Em Incredible Hulk #3, durante um ponto em que Rick Jones controlou brevemente os pensamentos dele na equipe criativa, simplesmente teríamos um Hulk que VOASSE.

PUBLICIDADE

 

Eu realmente AMO quanta liberdade eles tinham naquela época, em que eles poderiam simplesmente lançar muitos, novos e importantes poderes e depois voltar atrás. Porém, como todos sabemos, hoje ele não tem esse poder, mas poderia ser um diferencial contra titio Thanos, né?

PUBLICIDADE

 

 

PUBLICIDADE
rtc-config='{ "urls": ["https://udr.uol.com.br?tag=publicidade&fmt=amprtc","https://page-context.uol.com.br/api/get-amp-page-context?url={{escapeURL}}"], "vendors": {"prebidappnexuspsp": {"PLACEMENT_ID": "24660215"}}, "timeoutMillis": 1000}' class="i-amphtml-layout-fixed i-amphtml-layout-size-defined" style="width:320px;height:50px" i-amphtml-layout="fixed">

Eaí, o que acharia de “Hulk que voa”? Deixa aí sua opinião nos comentários! Se inscreva no nosso canal no YouTube!

PUBLICIDADE

Sair da versão mobile