Por que Vingadores: Guerra Infinita não ganhou o Oscar de Melhor Efeitos Especiais?

Curte lá!
Dá um follow aê!
Segue lá!
Se inscreve aê!

ALERTA!

ESTE ARTIGO FOI ESCRITO POR UM FÃ REVOLTADO.

 

No último domigo (24/02), tivemos talvez uma das já maiores esnobadas de 2019: a derrota de Vingadores: Guerra Infinita na categoria de efeitos especiais. Categoria que, digamos de passagem, fora Jogador N° 1, não estava assim tãaao impressionante. Mas assim como aconteceu com os 3 filmes dos Planetas dos Macacos, a esnobada veio. E você deve estar se perguntando: por quê? Bom, vamos refletir um pouco sobre isto.

 

Gamados em Filmes de Espaço

 

Virou tradição. Todo filme de espaço que lança e que é aclamado pela crítica, precisa ter uma indicação ao Oscar, e uma possível vitória (no caso de Interestelar, nem aclamado pela crítica precisa ser. É só ser no espaço mesmo…). E a combinação do já vencedor do Oscar Damien Chazelle, combinando com a história de Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar na lua, deram altas chances para O Primeiro Homem na categoria. Não da pra negar, os efeitos do filme são bonitos. Mas tudo obrigatório, não impressionante.

 

Efeito bom é aquele que te impressiona no olhar, que você fica impressionado e se perguntando várias vezes: como. que. eles. conseguiram. isso?! Não é sendo fanboy, mas Vingadores: Guerra Infinita causa este pensamento muitas vezes. Toda vez que você vê um close na cara do Thanos e enxerga toda a face de Josh Brolin, você fica impressionado. E as fotos dos bastidores impressionam, confira:

 

 

O que Josh Brolin fez foi já bem executada performance capture, que Planeta dos Macacos tanto revolucionou ao longo de sua trilogia. Basicamente, é por conta dos 3 filmes de Andy Serkis que podemos ter visto o Thanos em tela, da forma que vimos. E já que estamos falando sobre ela, iremos para o nosso próximo ponto…

 

Dificuldade da Academia em Premiar Filmes com Protagonistas em CGI

 

Não só protagonistas, como em filmes com ambientes de muito CGI. Só filmes aclamados criticamente conseguem esta façanha, recentemente temos Avatar (é do James Cameron, quer mais o quê?), Gravidade (é do Affonso Cuáron, quer mais o quê?), As Aventuras de Pi (ok, MUITO merecido), e Mogli: O Menino Lobo, mas vamos combinar que Mogli basicamente não teve concorrência nenhuma.

 

Nenhum filme de herói já ganhou a categoria nesta década, mesmo tendo merecido várias vezes. O único até então a pegar a estatueta foi Homem-Aranha 2, na década passada. Mas falando de excessos de CGI, é basicamente o que aconteceu com o primeiro Guardiões da Galáxia com relação à maquiagem. O longa havia sido indicado na categoria, mas foi esnobado por um filme que ninguém nem lembra qual foi. O fato de ter excesso de CGI talvez confundiu a Academia sobre o que era maquiagem x CGI. Mas, a maquiagem de Guardiões é brilhante.

 

Voltando para os Macacos, a trilogia é perfeita tecnicamente. E saiu sem nenhum Oscar de Efeitos, mesmo que em seu último filme tenha se esforçado MUITO para isto, mas infelizmente tinha o lindão Blade Runner 2049 na frete. Lindão? Claro. Merecido? Érrh… me diga após ver isto:

 

 

Temos gifs:

 

Imagem relacionada

Imagem relacionada

Imagem relacionada

 

Temos vídeo:

 

 

Agora me diz: como que isto teve 3 filmes, e não levou nenhuma estatueta, sendo em uma delas perdendo para Interestelar? Interestelar, que ora veja só: mais um filme de espaço, com um CGI que é apenas o que você JÁ VIU.

 

Se depois desse pequeno texto você ainda acha que Vingadores: Guerra Infinita perdeu porque os efeitos de O Primeiro Homem são melhores, eu lhe convido a fazer parte da Academia, porque olha… o perfil você tem. Mas e aí, também está insatisfeito com a derrota de Guerra Infinita? Nós também estamos. Tipo, preferia ver filme merecedor, como Jogador N° 1.

 

O que você pensa sobre? Deixa aí nos comentários do Legado da Marvel! 😉

Comentários

legadodamarveldisqus