Tag: X-Men Origens: Wolverine

X-Men Origens: Wolverine foi o quarto filme da franquia dos mutantes nos cinemas, produzidos pela antiga 20th Century Fox. Assim como o primeiro spin-off dos X-Men, e o primeiro filme solo do que viria ser a trilogia do Wolverine, protagonizada por Hugh Jackman.

O desenvolvimento do spin-off centrado em Logan ocorreu devido ao sucesso do personagem na trilogia original dos mutantes e logo após X-Men: O Confronto Final. Dando a Jackman a oportunidade de estrelar seu próprio filme. Apesar do potencial, foi uma outra produção problemática enfrentada pela Fox, e resultou no que é considerado um dos piores filmes de super-heróis de todos os tempos.

O começo da tragédia ocorreu com a confirmação de David Benioff como roteirista do filme. Caso você não saiba, David é um dos criadores e roteiristas de Game of Thrones. E o que ele fez com a série quando chegou a hora de desenvolver material inédito sem ter os livros como base, explica bem a falta de talento e o potencial de criar textos absurdos. David protagonizou duas grandes decepções da cultura pop nesse século.

Skip Woods entrou para re-escrever algumas coisas do roteiro, enquanto Gavin Hood foi anunciado como o diretor do projeto. E ele também não teve uma boa experiência. Discutindo constantemente com a Fox sobre o rumo que o filme deveria tomar. Durante as filmagens, o roteiro ainda estava incompleto e sendo refeito, com páginas novas chegando na noite anterior a cada filmagem.

Foi só treta, e antes do filme ser lançado: mais uma grande treta! Já que em março de 2009, uma cópia do filme COMPLETO, mas com alguns efeitos não finalizados, foi vazado na internet. Se você viveu aquela época, sabe que a versão vazada do filme foi um sucesso nos camelôs e DVDs piratas do Brasil. O estúdio disse depois que o vazamento do filme interferiu na bilheteria, que poderia ter sido maior.

Essa bomba de adaptação tem aprovação de 37% no Rotten Tomatoes, e é considerado um dos piores de todos os tempos. Apesar de tudo, não foi um fracasso tão absurdo, faturando 373 milhões de dólares na bilheteria mundial, mas ficando abaixo até mesmo de filmes como Monstros vs. Alienígenas.

Além de todo o ódio ao redor do filme e a forma que ele iniciou uma série de erros de cronologia na franquia X-Men, tivemos a primeira aparição de Wade Wilson, o Deadpool, em live-action. Interpretado por Ryan Reynolds, ele foi adaptado de maneira grotesca e irreconhecível: com a boca tampada, sem poder falar, e com garras nas mãos. Foi bizarríssimo, e desde então Ryan lutou para conseguir adaptar o personagem decentemente.

O que só foi ocorrer a partir de 2014, quando (olha a ironia) tivemos o vazamento do vídeo-teste feito por Reynolds para conseguir aprovação da Fox. O resto é história, mas a única coisa boa de X-Men Origens: Wolverine, foi a zoeira feita com o filme na cena pós-créditos de Deadpool 2. Não só o Wade, mas até mesmo o Gambit ganhou uma adaptação questionável que não agradou os fãs.

Talvez uma das poucas coisas boas seja a atuação de Liev Schreiber como o Dentes-de-Sabre. Além de Jackman, Reynolds e Schreiber, tivemos a surpreendente aparição de Will.i.am (do Black Eyed Peas) e Taylor Kitsch como o Gambit. É um filme para enterrar e nunca mais ser visto, mas caso a curiosidade bata: ele está disponível aqui no Brasil pelo Disney+.