Guardiões da Galáxia vencem xenomorfos no Brasil

Curte lá!
Dá um follow aê!
Segue lá!
Se inscreve aê!

No confronto entre personagens do espaço sideral, a trupe de Gamora, Drax e Rocket…, digo, Rocky Racum, conseguiu vencer a batalha contra os cruéis xenomorfos – não, isto não é a sinopse de uma fanfic qualquer, mas sim o que ocorreu nas bilheterias brasileiras no último fim de semana. Guardiões da Galáxia Vol. 2 se manteve na liderança no Brasil pela terceira semana consecutiva, superando a estreia da ficção científica de terror Alien: Covenant.

 

Nem mesmo uma enorme campanha de marketing da Fox foi suficiente para que o novo Alien chegasse à liderança. O longa comandado por Ridley Scott, aliás, estreou nos nossos cinemas com valores tímidos: levou quase 280 mil pessoas aos cinemas de quinta a domingo, arrecadando R$ 4,5 milhões. Assim, restou a Guardiões 2 se manter como o filme mais visto no fim de semana. A aventura espacial da Marvel arrecadou quase R$ 6 milhões e levou cerca de 350 mil pessoas às salas escuras.

 

Com R$ 56 milhões faturados e 3,3 milhões de ingressos vendidos desde sua estreia no Brasil, no último 27/04, Guardiões Vol. 2 já está em oitavo lugar entre os maiores filmes do MCU no nosso país, tanto em público quanto em renda, deixando para trás os resultados do Vol. 1 (R$ 38 milhões de arrecadação/2,8 milhões de ingressos vendidos).

 

 

Além disso, o filme se tornou o sétimo longa do MCU a liderar por três fins de semana consecutivos no Brasil. No caso de Homem de Ferro, Homem de Ferro 3, Capitão América 2: O Soldado Invernal e Vingadores: Era de Ultron, isso ocorreu porque, em sua terceira semana, as principais estreias eram de filmes menores (respectivamente O Melhor Amigo da Noiva, O Último Exorcismo – Parte II, Inatividade Paranormal 2 e O Franco Atirador), e seus maiores concorrentes estavam perdendo o gás.

 

Os Vingadores, Capitão América: Guerra Civil e agora Guardiões da Galáxia Vol. 2 tiveram de enfrentar as chegadas de concorrentes mais fortes (ou que, ao menos, deveriam ser fortes): Battleship e Piratas Pirados no caso do primeiro Avengers; Angry Birds: O Filme no terceiro do Capitão; e agora Alien: Covenant, desafiando Guardiões 2. Então, sim, é uma pequena vitória para o longa de James Gunn que, em exibição já há três semanas, ainda conseguiu manter a liderança mesmo frente à chegada de um novo blockbuster de um estúdio concorrente – vitória essa compartilhada por duas das três maiores bilheterias do MCU no Brasil.

 

Pelo lado negativo, porém, Guardiões 2 continua caindo feito rocha. Ele perdeu absurdos 48% de seu público em relação à semana anterior – na qual já havia enfrentado uma queda quase sem precedentes para o MCU no Brasil. Este resultado leva o longa a entrar para outro clubinho exclusivo da Marvel Studios: Guardiões 2 e O Incrível Hulk são os únicos filmes do MCU no país a perderem mais de 40% do público da primeira para a segunda semana e da segunda para a terceira no país. E as quedas da ópera espacial de James Gunn foram ainda maiores que as enfrentadas pelo longa estrelado por Edward Norton (de longe, a menor bilheteria do MCU, nos EUA, no Brasil e no mundo): enquanto Hulk caiu 42% na segunda e 45% na terceira, Guardiões 2 perdeu 45% na segunda e os citados 48% na terceira.

 

 

É um sinal de que, diferentemente de nos EUA, aqui o Vol. 2 está enfrentando grandes dificuldades para reter a audiência. Ou seja, mesmo que o longa tenha servido para aumentar o público em relação ao seu predecessor, este crescimento ainda não foi suficiente para alçar os Guardiões ao mesmo nível de popularidade no Brasil que os heróis pertencentes a outros grupos, como os Vingadores, a Liga da Justiça e os X-Men, experimentam agora.

 

De toda forma, dependendo de como se sair contra Rei Arthur: A Lenda da Espada no próximo fim de semana, Guardiões Vol. 2 ainda pode se tornar o quarto filme do MCU a liderar no Brasil por quatro fins de semana consecutivos, uma honra alcançada apenas pelos dois filmes dos Vingadores e por Homem de Ferro 3. Mas isto será menos um indicativo da popularidade do longa entre o público brasileiro, e mais um sinal da mediocridade de seus concorrentes e do período de baixa enfrentado pelas salas de nosso país nos últimos dias em comparação com algumas semanas atrás. A ótima (e surpreendente) performance de longas como Moana, Cinquenta Tons Mais Escuros, Logan, A Bela e a Fera, Velozes & Furiosos 8 e, bem, A Cabana (pois é) nos quatro primeiros meses do ano estabeleceu um volume de arrecadação que Guardiões 2, Alien: Covenant e (supostamente) Rei Arthur não estão conseguindo manter.

 

Veja abaixo a tabela com as Top 10 bilheterias no Brasil de 11/05 a 14/05:

 

Filme Semanas em cartaz Renda na semana (em R$) Público na semana Renda acumulada (em R$) Público acumulado
1- Guardiões da Galáxia Vol. 2 3 5.989.231 349.555 55.981.049 3.367.344
2- Alien: Covenant 1 4.535.761 278.390 4.794.509 298.282
3- A Cabana 6 3.967.989 237.539 62.577.185 4.201.372
4- Velozes & Furiosos 8 5 3.884.771 231.772 125.150.631 7.855.271
5- O Poderoso Chefinho 7 913.685 61.584 43.480.920 3.001.484
6- O Dia do Atentado 1 715.826 34.616 715.826 34.616
7- A Autópsia 2 607.069 37.715 2.522.473 171.678
8- Ninguém Entra, Ninguém Sai 2 445.538 28.779 2.216.187 157.761
9- Norman: Confie em Mim 2 239.326 10.726 881.295 41.437
10- Rock Dog: No Faro do Sucesso 2 228.694 15.414 1.179.967 81.179

Comentários

legadodamarveldisqus