Tag: X-Men: Dias de um Futuro Esquecido

X-Men: Dias de um Futuro Esquecido foi o sétimo filme da franquia dos mutantes pela antiga Fox, e a continuação direta de X-Men: Primeira Classe. O filme fez história em 2014, se tornando na 6ª maior bilheteria do ano, e se consagrando como o filme mais lucrativo da história dos X-Men, com 746 milhões de dólares, superando Capitão América: O Soldado Invernal.

Muito desse sucesso, obviamente, se deve ao fato do filme ser a continuação de Primeira Classe, e ao mesmo tempo uma continuação de O Confronto Final, trazendo o retorno dos atores clássicos quase 10 anos após suas últimas aparições. É claro, tivemos a volta de Ian McKellen e Patrick Stewart, e a chance de vê-los ao lado das versões mais jovens de Michael Fassbender e James McAvoy.

O desenvolvimento desse evento épico ocorreu logo após o lançamento do filme de 2011, com a produtora Lauren Shuler Donner querendo, finalmente, adaptar o famoso arco das HQs: Dias de um Futuro Esquecido. Dessa maneira, X-Men 4 e Primeira Classe 2 foram fundidos em um só projeto, contando mais uma vez com Matthew Vaughn na direção e Bryan Singer produzindo.

Em novembro de 2011, Simon Kinberg foi anunciado como o roteirista, trabalhando no argumento ao lado de Vaughn e Jane Goldman. Infelizmente, e algo que ainda causa tristeza, foi a saída de Matthew Vaughn a direção do filme no final de 2012. Anos depois, ele explicou os motivos de sua saída, que não foram apenas para focar no primeiro Kingsman.

Vaughn revelou seus planos para uma trilogia, começando por Primeira Classe, seguido por um segundo filme nos anos 70 com a presença de um Wolverine mais jovem. Esse segundo filme seria usado para desenvolver um arco que culminasse no fim da trilogia, que seria… Dias de um Futuro Esquecido. Segundo ele, a Fox gostou tanto do roteiro, que decidiu pular o segundo e ir logo para a viagem no tempo.

Ele diz que o estúdio foi precipitado, pois não haveria nada maior a ser feito depois disso. E vimos que ele tinha razão quando X-Men: Apocalipse foi lançado. Enfim, após sua saída, Bryan Singer foi confirmado como o substituto, retornando ao cargo de diretor dos X-Men uma década após o segundo filme da trilogia original dos mutantes.

De qualquer forma, veio de Vaughn e Kinberg a ideia de colocar o Wolverine como protagonista da adaptação de um dos arcos mais famosos dos heróis da Marvel. Portanto, o personagem de Hugh Jackman se tornou no novo protagonista e viajante no tempo, em vez da Kitty Pryde. De qualquer forma, a personagem de Elliot Page ainda continuou bastante relevante na trama.

Além do retorno dos principais atores das duas versões, tivemos novidades no elenco como Peter Dinklage, o Tyrion de Game of Thrones, no papel de Bolivar Trask, FINALMENTE trazendo os Sentinelas ao live-action. E claro… o homem que roubou a cena: o Mercúrio de Evan Peters, no mesmo ano em que o Mercúrio também havia aparecido na Marvel Studios, interpretado por Aaron Taylor-Johnson.

Preciso relembrar o quão perfeita a cena de destaque do Mercúrio nesse filme é PERFEITA? Um dos maiores sucessos da Marvel na Fox, com 90% de aprovação no Rotten Tomatoes, pode ser conferido quando você quiser diretamente no Disney+.

Página 1 de 2 1 2