Venom cai nos EUA, mas passa dos 460 milhões mundialmente!

Curte lá!
Dá um follow aê!
Segue lá!
Se inscreve aê!

 

No último final de semana, Venom enfrentou um adversário de peso: o terrível assassino Michael Myers, estrela do terror Halloween, que teve estreia excelente e por muito pouco não quebrou o recorde (estabelecido pelo próprio Venom) de maior fim de semana de abertura para o mês de outubro. Além disso, Nasce Uma Estrela continuou a ter uma performance sólida, superando o simbionte da Marvel nas bilheterias americanas quase todos os dias da última semana. Dessa forma, Venom despencou do primeiro para o terceiro lugar nos EUA. O longa faturou mais US$ 18 milhões e agora tem um total de US$ 171 milhões na bilheteria americana.

 

Mais do que Nasce Uma Estrela, um musical romântico que dificilmente interessaria à maior parte dos adolescentes e jovens fãs do simbionte, Halloween trouxe concorrência pesada contra Venom, afinal, ambos os longas miram uma audiência similar. Com isso, é de se surpreender que o filme da Sony tenha tido uma queda abaixo dos 50% em comparação com sua bilheteria no final de semana anterior. Em outras palavras, o filme estrelado por Tom Hardy e Michelle Williams conseguiu segurar-se de forma decente mesmo enfrentando um concorrente muito mais forte do que o longa estrelado por Lady Gaga.

 

 

Nesse caso, é aí que entra o ingrediente secreto da Sony, que tem permitido que o longa tenha se mantido tão bem: sua classificação PG-13. Com ela, Venom se firmou como a melhor (aliás, a única) opção em cartaz para quem busca um blockbuster, mas não necessariamente tem idade para assistir a Halloween, que é proibido para menores.

 

Como comparação, imagine se Venom tivesse optado por uma censura mais alta, como os fãs desejavam. O longa teria sofrido muito mais nas bilheterias, pois apenas adultos poderiam ver o filme nos cinemas, e este público teria que ser disputado com todas as outras opções para maiores no mercado, como O Primeiro Homem, Nasce Uma Estrela e o próprio Halloween. E isso sem falar que uma boa parte dos fãs do longa, composta por jovens garotos adolescentes, simplesmente não poderia vê-lo nas telas, privando a Sony de uma parte considerável da bilheteria que Venom conquistou até agora.

 

 

Ter optado por fazer um longa com censura PG-13 foi a melhor opção para a Sony, ao menos comercialmente. Agora, será que, artisticamente falando, teríamos um filme melhor que eles tivessem arriscado um longa censura R? Talvez nunca saibamos… 🙁

 

Enfim, Venom agora está a pouco mais de US$ 1 milhão de superar a bilheteria de Podres de Ricos e assim adentrar o top 10 das bilheterias americanas do ano, ao menos temporariamente. Até o próximo final de semana, o longa deve também superar os US$ 188 milhões de Um Lugar Silencioso e ocupar o nono lugar no ranking anual.

 

Riz Ahmed, Jenny Slate, and Sope Aluko in Venom (2018)

 

Caso não despenque feito pedra nas semanas seguintes, Venom pode sair de cartaz com uma bilheteria acima dos US$ 210 milhões. Se ultrapassar Homem-Formiga e a Vespa (US$ 216 milhões), o longa se tornará, portanto, o quinto maior filme de heróis do ano nos EUA, atrás de Pantera Negra (US$ 700 milhões), Vingadores: Guerra Infinita (US$ 679 milhões), Os Incríveis 2 (US$ 608 milhões) e Deadpool 2 (US$ 318 milhões).

 

Mundialmente, Venom ainda continuou na liderança das bilheterias. O filme faturou mais US$ 32,3 milhões dos outros 65 países em que ainda está em cartaz. Dessa forma, o longa agora tem um total de US$ 291 milhões na bilheteria internacional. Seus melhores mercados até o momento são Coréia do Sul (US$ 28,4 milhões), Rússia (US$ 28,1 milhões), Reino Unido (US$ 21,8 milhões), México (US$ 21,3 milhões) e, claro, o Brasil (US$ 15,3 milhões).

 

 

 

Somando isso com a bilheteria americana, Venom tem um total de excelentes US$ 461,7 milhões globalmente. Trata-se não só da 13ª maior bilheteria global do ano, como também, mais importante, um faturamento mais de 4,5 vezes maior do que o custo de produção do longa. Dessa forma, Venom pode até não ser a maior bilheteria do ano para um filme de heróis, mas certamente será um dos mais lucrativos.

 

E o que é melhor de tudo para a Sony: o longa foi aprovado para uma estreia na China, e poderá chegar aos cinemas do país oriental em 9 de novembro. Além disso, o filme também deverá chegar ao Japão em 2 de novembro. Muitos analistas já estão estimando que o longa sairá de cartaz com uma bilheteria acima dos US$ 600 milhões globalmente.

 

Riz Ahmed in Venom (2018)

 

Mais de US$ 600 milhões para um filme do Venom! Isso só mostra o quanto, apesar de todas as discussões e o negativismo na internet, realmente havia muita demanda para um longa do simbionte. Isso deve encorajar a Sony a continuar não apenas com seu estranho plano de universo compartilhado de vilões e coadjuvantes do Homem-Aranha, como também seguir adiante com mais filmes desta versão do anti-herói, estrelada por Tom Hardy.

 

E você, está animado para um possível Venom vs Carnificina? Comente com a gente! 🙂

 

Bilheteria EUA de 19/10/18 a 21/10/18:

 

Filme Semanas em cartaz Renda no fim de semana (em US$) Renda acumulada (em US$)
1- Halloween 1 76.221.545 76.221.545
2- Nasce Uma Estrela 3 19.051.082 126.127.328
3- Venom 3 18.043.887 171.063.982
4- Goosebumps 2: Halloween Assombrado 2 9.721.173 28.810.985
5- O Primeiro Homem 2 8.327.135 29.762.185
6- O Ódio que Você Semeia 2 7.602.108 10.743.981
7- PéPequeno 4 6.576.876 66.327.911
8- Operação Supletivo – Agora Vai! 4 4.892.515 66.799.340
9- Maus Momentos no Hotel Royale 2 3.420.067 13.461.868
10- The Old Man & the Gun 4 2.134.481 4.285.337

 

Leia TUDO SOBRE Venom!

Agora que o artigo acabou, veja um vídeo do nosso canal!

Comentários

legadodamarveldisqus