X-Men: Fênix Negra pode ter a menor abertura dos mutantes nos EUA!

Curte lá!
Dá um follow aê!
Segue lá!
Se inscreve aê!

 

O último filme dos Filhos do Átomo na Fox antes de se juntarem oficialmente ao MCU (ou penúltimo, caso Os Novos Mutantes venha realmente a ser lançado), X-Men: Fênix Negra estreia esta semana nos EUA, no Brasil e em diversos países ao redor do mundo. E as previsões para sua abertura… bem, digamos que, se elas estiverem corretas, a franquia da Fox se encerrará com um fracasso humilhante.

 

O site Box Office Pro, especializado em análise de bilheterias, publicou esta semana suas previsões para a estreia de Fênix Negra nos EUA. E elas estão longe de serem otimistas: segundo os analistas do site, o longa deve estrear com entre US$ 45 milhões e US$ 55 milhões, com o mais provável sendo um número pouco abaixo dos US$ 50 milhões. Além disso, nem sequer a liderança do fim de semana Fênix Negra deve conseguir, pois o longa deve ficar atrás da abertura da animação infantil Pets: A Vida Secreta dos Bichos 2, que deve ter uma estreia acima dos US$ 60 milhões.

 

Jennifer Lawrence in Dark Phoenix (2019)

 

Já as previsões do Box Office Mojo são ainda mais deprimentes: apenas US$ 39,2 milhões de abertura, e novamente atrás de Pets 2, que segundo o modelo do site, abriria com US$ 51 milhões. O Mojo cita como razões para tanto pessimismo as críticas terríveis de Fênix Negra (apenas 23% no Rotten Tomatoes no momento em que escrevo esta matéria) e a falta de antecipação pelo longa – a página do longa no IMDB recebeu menos visitas nos últimos dias do que as de X-Men: Apocalipse (que já teve uma performance fraca nas bilheterias em 2016) e do fracasso A Múmia, de 2017, nos dias anteriores aos seus respectivos lançamentos.

 

Se qualquer uma das projeções se confirmar, será de bem longe a menor abertura para um filme live-action baseado em personagens da Marvel ou da DC desde o fiasco Quarteto Fantástico, que havia estreado com minúsculos US$ 25,6 milhões em agosto de 2015. Aliás, uma abertura abaixo dos US$ 40 milhões, como está prevendo o Mojo, seria menor até do que a estreia de Power Rangers, que naufragou nos cinemas em março de 2017.

 

Nicholas Hoult, James McAvoy, Michael Fassbender, Andrew Stehlin, Kodi Smit-McPhee, Tye Sheridan, and Kota Eberhardt in Dark Phoenix (2019)

 

Além disso, será também a menor abertura para os mutantes da Fox, incluindo não apenas os filmes da equipe como também os spin-offs estrelados por Wolverine e Deadpool, bem como a primeira vez que um longa da franquia não estrearia em primeiro lugar na bilheteria americana. Anteriormente, as menores aberturas da saga haviam sido as de Primeira Classe (US$ 55,1 milhões), a do primeiro longa (US$ 54,4 milhões) e a de Wolverine: Imortal (US$ 53,1 milhões). Curiosidade: a abertura de X-Men: O Filme pode parecer pequena para os padrões de hoje em dia, mas na época que o longa estreou, em julho de 2000, ele obteve a sexta maior abertura americana até então, atrás das de O Mundo Perdido: Jurassic Park (US$ 72,1 milhões), Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma (US$ 64,8 milhões), Missão: Impossível II (US$ 57,8 milhões), Toy Story 2 (US$ 57,3 milhões) e, bem, Austin Powers: O Agente Bond Cama (US$ 54,9 milhões).

 

Já para Fênix Negra a situação não poderia ser pior. Some o desinteresse da audiência com as críticas terríveis, mais o fato de que a concorrência na atual temporada tem sido brutal, e você tem o que deve ser uma abertura decepcionante para a franquia. A maior parte do público-alvo do longa, nomeadamente adolescentes e jovens adultos que cresceram com a franquia original dos X-Men, já gastou dinheiro nas últimas semanas com Vingadores: Ultimato, John Wick 3: Parabellum e Godzilla II: Rei dos Monstros, e agora deve preferir aguardar lançamentos futuros como Homem-Aranha: Longe de Casa. Além disso, famílias com crianças certamente darão prioridade para Aladdin e Pets 2, de modo que Fênix Negra não poderá contar com essa fatia do público. Em suma, será muito difícil para o filme encontrar seu público.

 

Jessica Chastain and Sophie Turner in Dark Phoenix (2019)

 

Em suma, trata-se do pesadelo de todo produtor de cinema. Quando o seu filme estreia em meio a uma temporada concorrida com péssimas críticas e nenhum interesse do público, é uma receita garantida para o fracasso. Muitos longas de heróis recentes foram acometidos por esses mesmos problemas, inclusive o fiasco Hellboy (não os de Guillermo Del Toro, o deste ano, que você provavelmente não viu), o Power Rangers de 2017, o Quarteto Fantástico de 2015, a continuação As Tartarugas Ninja: Fora das Sombras e, de certa forma, Liga da Justiça. É cada vez mais difícil convencer o público a sair de casa e ir aos cinemas, e quando o seu filme não consegue interessar ao público nem convencer os críticos… bem, aí você está em apuros.

 

O melhor que Fênix Negra poderia esperar é uma recepção tão ruim quanto para MIB: Homens de Preto – Internacional na semana que vem e assim se firmar como o único blockbuster de ação e aventura em cartaz durante todo o mês de junho, mas para isso acontecer o longa deveria ao menos contar com críticas positivas. Como nem isso aconteceu, o mais provável é que, depois da pavorosa estreia dessa semana, ele afunde rapidamente nas bilheterias.

 

 

Triste fim para a venerável franquia dos X-Men da Fox.

 

Leia TUDO SOBRE X-Men: Fênix Negra!

Agora que a notícia acabou, veja um vídeo do nosso canal!

Comentários

legadodamarveldisqus