Homem-Aranha no Aranhaverso passa dos 200 milhões mundialmente!

Curte lá!
Dá um follow aê!
Segue lá!
Se inscreve aê!

 

Depois de um Natal dominado pela aventura da DC Aquaman, o período do Ano Novo foi particularmente excelente para a maioria dos blockbusters em cartaz. O próprio longa do herói aquático da Distinta Concorrência já soma mais de US$ 200 milhões na bilheteria americana, ao passo em que O Retorno de Mary Poppins e Bumblebee também alcançaram ótimas bilheterias nos EUA durante o final de 2018 e início de 2019.

 

Com tanta competição, ficaria fácil para que Homem-Aranha no Aranhaverso se perder e ser esquecido pelo público, mas felizmente não foi o que houve. Mesmo enfrentando forte concorrência, Aranhaverso conseguiu alcançar uma bilheteria superior à da semana passada, na qual teve de enfrentar o Natal. No último fim de semana do ano (passado), a animação da Marvel faturou mais US$ 18,7 milhões, um resultado 14,2% acima ao do fim de semana anterior. Some isso com mais US$ 10,2 milhões faturados durante os dias 31/12 e 01/01 e você tem uma bilheteria de sólidos US$ 29 milhões ao longo do feriado de revéillon.

 

No total, Homem-Aranha no Aranhaverso soma decentes US$ 114,3 milhões na bilheteria americana desde a sua estreia em 14 de dezembro. Não é exatamente um estouro de bilheteria como um blockbuster do MCU (o filme faturou menos em 19 dias do que Homem-Aranha: De Volta ao Lar em 3), mas se ele conseguir se manter mesmo perante seus concorrentes, então poderá acabar gerando algum lucro para a Sony e justificando mais continuações.

 

 

Como tenho falado aqui semanalmente, Aranhaverso sob muitos aspectos foi uma aposta arriscada da Sony. Para começar, animações para o cinema de super-heróis não são exatamente garantias de sucesso, com raras exceções, como a franquia Os Incríveis ou Operação Big Hero. Além disso, a competição pelo público-alvo do filme, que são famílias com crianças e jovens, seria simplesmente brutal: não apenas O Grinch e Wi Fi Ralph seguiam firmes e fortes de suas aberturas em novembro, como também as semanas seguintes trariam nada menos que três outros blockbusters, Aquaman, Mary Poppins e Bumblebee, para disputar a audiência com Aranhaverso.

 

Todos esses competidores trouxeram suas melhores armas para a batalha: Grinch e Ralph são produtos de dois dos mais poderosos estúdios de animação de Hollywood; Aquaman foi bem sucedido em se posicionar como a grande e imperdível aventura fantástica da temporada (similar a O Hobbit e Star Wars nos seis anos anteriores); Mary Poppins trazia consigo o fator nostalgia e o buzz de Oscar e até Bumblebee conseguiu a aclamação da crítica. Nesse sentido, com tantos filmes competindo pela atenção (e pelo bolso) do público, como Aranhaverso poderia se destacar?

 

Claro, o filme tem a seu favor o peso da franquia do Homem-Aranha, bem como as excelentes críticas, mas o simples fato é que há concorrentes demais pelo mesmo público-alvo. Dessa forma, Aranhaverso nunca poderia estourar como um tradicional blockbuster do Cabeça de Teia, ou mesmo como uma animação de uma Disney da vida. Na melhor das hipóteses, ele pode esperar igualar o fim de semana de estreia de Homem-Aranha 3, que foi de US$ 151 milhões lá em 2007.

 

 

Isso não quer dizer, porém, que Aranhaverso tem sido um fracasso. Muito pelo contrário: considerando as circunstâncias, o filme está se saindo até razoavelmente bem. Nesse sentido, as excelentes críticas estão ajudando bastante, ao convencer muitas pessoas a irem conferir o longa. Tivesse o longa não sido tão aclamado, ou apontado como o novo favorito para vencer o Oscar de Melhor Animação (prêmio que irá disputar com o titã Os Incríveis 2), seus números poderiam ser bem menores.

 

Tal como nos Estados Unidos, em muitos países Aranhaverso alcançou uma bilheteria no Ano Novo superior à do Natal, como a Finlândia (+79%), Holanda (+51%), Bélgica (+48%), Colômbia (+41%), França (+35%), Alemanha (+31%) e o Reino Unido (+1%). É um sinal que, em todo o planeta, tal como nos EUA, o boca a boca tem sido extremamente positivo, levando o público a descobrir o filme nas telas do cinema. Além disso, o longa abriu em países como a Itália, Polônia e o México, onde estreou com US$ 4,7 milhões em segundo lugar, atrás de Aquaman. Já na China, Aranhaverso soma US$ 45,4 milhões.

 

Dessa forma, o filme possui US$ 109,7 milhões nas bilheterias internacionais, e isso sem estrear em dois importantes mercados para o Cabeça de Teia, que são o Brasil e o Japão. Somando com sua bilheteria americana, Aranhaverso possui US$ 224 milhões globalmente. Uma vez que ele ultrapassar a marca dos US$ 270 milhões, então provavelmente já terá dado lucro ao seu estúdio, uma vez que seu orçamento foi de US$ 90 milhões.

 

 

Em suma, Aranhaverso pode não ser nenhum estouro de bilheteria, mas está desempenhando bem o bastante para não ser um fracasso para seu estúdio. E você, está ansioso para conferir o longa nas telonas na semana que vem? Comente com a gente. 😉

 

Bilheteria EUA de 28/12/18 a 01/01/19:

 

Filme Semanas em cartaz Renda no fim de semana (em US$) Renda no Ano Novo – 31/12 e 01/01 (em US$) Renda acumulada (em US$)
1- Aquaman 2 52.114.571 26.389.417 215.437.603
2- O Retorno de Mary Poppins 2 28.353.117 15.327.920 114.591.795
3- Bumblebee 2 20.906.146 11.435.926 78.620.092
4- Homem-Aranha no Aranhaverso 3 18.794.532 10.208.976 114.332.238
5- A Mula 3 12.162.024 7.677.274 68.786.483
6- Vice 2 7.768.371 4.309.752 21.984.239
7- Uma Nova Chance 2 7.359.691 4.055.782 25.979.535
8- Wi Fi Ralph 6 6.726.184 3.991.181 179.898.948
9- Holmes & Watson 2 7.411.522 3.512.503 23.330.433
10- O Grinch 8 4.122.245 1.920.100 267.377.830

 

Leia TUDO SOBRE Homem-Aranha no Aranhaverso!

Agora que o artigo acabou, veja um vídeo do nosso canal!

Comentários

legadodamarveldisqus