Homem-Formiga e a Vespa cai para 3º lugar no Brasil!

Curte lá!
Dá um follow aê!
Segue lá!
Se inscreve aê!

 

Em época de férias, quem domina as bilheterias são os filmes infantis e familiares. O estreante desta semana Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas levou quase 1 milhão de pessoas aos cinemas em seu primeiro fim de semana, sendo seguido de perto por Os Incríveis 2. A animação da Disney/Pixar já é a 11ª maior bilheteria da história da Disney no Brasil em público e renda, e 2ª da Pixar, perdendo apenas para Procurando Dory.

 

    LEIA TAMBÉM!

 

Com isso, o outro grande lançamento da Disney para julho, Homem-Formiga e a Vespa, acabou deixado meio de lado. A comédia da Marvel levou pouco mais de 440 mil pessoas aos cinemas em seu segundo fim de semana no Brasil, faturando cerca de R$ 7,4 milhões. No total, o longa comandado por Peyton Reed possui R$ 30,1 milhões de faturamento, com cerca de 1,84 milhões de ingressos vendidos.

 

Trata-se de um resultado consideravelmente abaixo dos padrões que os grandes blockbusters da Marvel e da DC vinham seguindo em nosso país. Afinal, com popularização dos filmes de heróis nos últimos anos entre os cinéfilos brasileiros, os longas do tipo, no pior dos casos, alcançavam um público em torno dos 4 milhões de ingressos (Deadpool 2, Guardiões da Galáxia Vol. 2), e no melhor, superavam a barreira dos 6 milhões (Thor: Ragnarok, Homem-Aranha: De Volta ao Lar, Pantera Negra, Logan, Mulher-Maravilha), com alguns megahits fazendo até bem mais do que isso (como Vingadores: Guerra Infinita e seus colossais 14,4 milhões de ingressos vendidos). Já Homem-Formiga e a Vespa, infelizmente, terá de se considerar sortudo se chegar aos 3 milhões de ingressos.

 

 

Então, o que aconteceu? Por que esta nova aventura de Scott Lang e Hope van Dyne não está se aproveitando da imensa popularidade do MCU entre o público brasileiro? Bem, em primeiro lugar, o óbvio: Homem-Formiga e a Vespa é um filme “menor” da Marvel em muitos sentidos, de modo que a filial brasileira da Disney não precisou promovê-lo como um megablockbuster do tamanho de um Guerra Infinita, por exemplo. Assim, o longa está em exibição num circuito menor de salas do que Os Incríveis 2, o grande lançamento do estúdio do mês – compare isso com o terceiro Vingadores, que dominou as salas de exibição no país em sua estreia.

 

Há também a questão de que Scott Lang não é um herói tão popular quanto um Thor ou um Steve Rogers, ou mesmo um Stephen Strange da vida. O primeiro filme do personagem vendeu apenas 2,9 milhões de ingressos no Brasil, sendo o último blockbuster de super-heróis (juntamente com o fracassado Quarteto Fantástico) antes da explosão do gênero que, a despeito do megasucesso de Era de Ultron poucos meses antes, só foi acontecer mesmo no ano seguinte, com as bilheterias astronômicas no país de Deadpool, Batman vs Superman, Capitão América: Guerra Civil e Esquadrão Suicida. Sim, o Homem-Formiga teve uma participação memorável no terceiro Capitão América (o quarto filme mais visto do MCU no país), porém pelo visto isso não foi suficiente para catapultar o pequeno herói para os ápices de popularidade experimentados por seus colegas de MCU no Brasil.

 

 

Claro que nem tudo está perdido ainda. O longa está sendo bem recebido pelo público, o que pode gerar um boca a boca positivo entre a audiência tupiniquim, atraindo mais pessoas para as bilheterias. E o marketing da Marvel sempre pode aproveitar para enfatizar algum elemento que atraia as audiências, como sua muito comentada cena pós-créditos. Seja como for, o filme ainda tem pelo menos mais uma semana como um dos únicos blockbusters live-action de ação e aventura (juntamente com Jurassic World: Reino Ameaçado) em cartaz antes da chegada de Missão: Impossível – Efeito Fallout aos cinemas.

 

Com um pouco de sorte, ainda é possível chegar à casa dos 3 milhões de espectadores. Para isso, porém, o filme precisará de todo o boca a boca que conseguir da audiência, que até agora não apareceu – a queda da semana passada para esta, afinal, foi considerável.

 

 

De toda forma, como o Scott Lang de Paul Rudd já está marcado para aparecer em Vingadores 4, é possível que tal longa finalmente popularize o Homem-Formiga entre o público brasileiro, levando a uma bilheteria gigantesca em um possível terceiro filme do personagem.

 

E você, o que achou de Homem-Formiga e a Vespa? Não esquece de deixar seu comentário, hein!

 

Bilheteria Brasil de 12/07/18 a 15/07/18:

 

Filme Semanas em cartaz Renda na semana (em R$) Público na semana Renda acumulada (em R$) Público acumulado
1- Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas 1 14.183.174 879.468 14.183.174 879.468
2- Os Incríveis 2 3 14.158.814 852.481 90.605.415 5.890.313
3- Homem-Formiga e a Vespa 2 7.434.859 439.100 30.112.925 1.834.180
4- Arranha-Céu: Coragem Sem Limite 1 4.459.704 249.414 4.459.704 249.414
5- Jurassic World: Reino Ameaçado 4 3.252.268 198.505 69.961.397 4.484.720

6- Oito Mulheres e um Segredo

6 330.203 14.619 20.212.014 1.250.735
7- Mulheres Alteradas 2 175.120 10.088 1.238.083 76.739
8- Uma Casa à Beira-Mar 1 167.041 9.069 170.869 9.361
9- Desobediência 4 121.612 6.233 970.524 53.515
10- Do Jeito que Elas Querem 5 98.832 4.631 2.626.742 149.525

 

Veja a nossa galeria do filme:

[URIS id=6044]

Leia TUDO SOBRE Homem-Formiga e a Vespa!

Agora que o artigo acabou, veja um vídeo do nosso canal!

Comenta aí, Marvete!

legadodamarveldisqus