Bilheteria | Nos EUA, Homem-Aranha sofre uma das piores quedas do MCU

Curte lá!
Dá um follow aê!
Segue lá!
Se inscreve aê!

Após sua ótima estreia na semana passada, Homem-Aranha: De Volta ao Lar caiu para segundo lugar neste fim de semana nos Estados Unidos, faturando US$ 44,2 milhões, contra US$ 56,2 milhões do campeão: a ficção científica Planeta dos Macacos: A Guerra. Coincidência ou não, esta foi a segunda vez em 2017 que um filme de super-heróis foi tirado do topo das bilheterias do fim de semana por um longa relacionado a primatas, já que, em março, Logan perdeu em seu segundo fim de semana para Kong: A Ilha da Caveira. No total até agora, De Volta ao Lar já soma US$ 207,2 milhões na bilheteria americana.

 

     LEIA TAMBÉM!

 

No entanto, a queda do filme foi de absurdos 62,2% em relação a sua estreia – a pior queda da abertura para o segundo fim de semana para um filme do Universo Cinematográfico da Marvel. Antes, este duvidoso título pertencia a Capitão América: O Primeiro Vingador, que caiu 60,7% em sua 2ª semana, na qual enfrentou as estreias de Os Smurfs e Cowboys & Aliens.

 

 

Mas veja que curioso: tal queda foi parecida com a de outros dois filmes do herói aracnídeo, no caso, Homem-Aranha 3 (61,5%) e O Espetacular Homem-Aranha 2 (61,2%). Ambos os longas foram recebidos com críticas ruins e caíram rapidamente nas semanas seguintes conforme novos e interessantes concorrentes chegavam aos cinemas (como os terceiros capítulos de Shrek e Piratas do Caribe no caso do longa de Sam Raimi, e Vizinhos, Godzilla e um novo X-Men no caso do segundo Amazing). No entanto, diferentemente desta dupla não muito dinâmica, Homecoming foi recebido com aclamação pela crítica e público. Isto mostra que a aventura estrelada por Tom Holland pode estar sofrendo mais do que o esperado para convencer o público a assistir o terceiro reboot seguido do herói, mesmo que essa nova versão agora esteja dentro da franquia mais bem sucedida da atualidade.

 

De agora em diante, De Volta ao Lar tem dois caminhos a seguir: ou desempenha como os dois longas citados acima do Aranha, ou dá sorte e meramente desempenha como um dos filmes que caíram mais rápido do MCU (como Guerra Civil, O Mundo Sombrio e os dois últimos filmes-solo do Homem de Ferro). No primeiro caso, isso levaria o filme a terminar com uma bilheteria em torno dos US$ 260 milhões, enquanto no segundo caso, sua renda final ficaria entre US$ 265 milhões e US$ 284 milhões*. Seja como for, a não ser que Homecoming reverta esta tendência de queda e se sustente bem perante a concorrência de Dunkirk, Valerian, A Torre Negra e o próprio Planeta dos Macacos, é provável que sua renda final fique abaixo dos US$ 297 milhões ajustados pela inflação de O Espetacular Homem-Aranha – significando que este segundo reboot do Cabeça de Teia terá levado menos pessoas ao cinema do que o primeiro, estrelado por Andrew Garfield.

 

    LEIA TAMBÉM!

 

Mas não fique triste: apesar do exposto acima, De Volta ao Lar nem remotamente pode ser considerado um fracasso de bilheterias. Em primeiro lugar, ele custou bem menos que os três últimos do Aranha, cerca de US$ 175 milhões, o que significa que ele pode faturar bem menos que os blockbusters estrelados por Tobey Maguire e Kirsten Dunst e ainda ser lucrativo – um luxo ao qual os caríssimos longas de Garfield não tiveram direito. Além disso, o filme continua tendo um ótimo desempenho internacionalmente: são US$ 262 milhões arrecadados fora dos EUA até agora, para um total global de US$ 467,3 milhões, e olha que ele ainda precisa estrear numa série de mercados importantes, como a China, por exemplo.

 

Por último, mas não menos importante, o longa teve uma ótima resposta tanto da crítica quanto do público, sendo o primeiro filme aclamado do Aranha desde 2004. No fim das contas, o maior feito de Homecoming não foi quebrar recordes de bilheteria, mas sim deixar a audiência animada (ou, melhor dizendo, hypada) novamente com um filme do Homem-Aranha, algo que não acontecia há tempos, conforme os longas anteriores do herói desanimavam o público a tal ponto que este comparecia em volumes cada vez menores nos filmes seguintes.

 

 

Guardadas as devidas proporções, é possível dizer que Homecoming ocupa agora  a mesma posição que Batman Begins ocupou em 2005. Antes do lançamento de ambos os filmes, o público havia sido saturado por filmes cada vez piores estrelados pelos personagens-título (e interpretados por atores diferentes). Logo, a missão dos dois era hercúlea: criar um longa de seus respectivos heróis que convencesse, mesmo após a audiência já ter visto diversas versões de qualidade duvidosa antes. Assim, nem Begins, nem De Volta ao Lar foram/serão as maiores bilheterias do Batman e do Homem-Aranha – mas os dois conseguiram reconquistar o amor que o público sentia pelos heróis.

 

Não estou dizendo que a sequência de Homecoming quebrará recordes de bilheteria tal como O Cavaleiro das Trevas, mas… quem sabe? 🙂

 

Enquanto você reflete sobre quem, dentre o Batman ou o Homem-Aranha, teve o melhor reboot, fique agora com a tabela do fim de semana nos EUA:

 

Bilheteria EUA de 14/07/17 a 16/07/17:

 

Filme Semanas em cartaz Renda no fim de semana (em US$) Renda acumulada (em US$)
1- Planeta dos Macacos: A Guerra 1 56.262.929 56.262.929
2- Homem-Aranha: De Volta ao Lar 2 44.205.210 207.275.524
3- Meu Malvado Favorito 3 3 19.357.565 188.399.715
4- Em Ritmo de Fuga 3 8.714.045 73.115.902
5- The Big Sick 4 7.529.590 15.966.414
6- Mulher-Maravilha 7 6.802.386 380.603.464
7- 7 Desejos 1 5.467.084 5.467.084
8- Carros 3 5 3.119.815 139.984.315
9- Transformers: O Último Cavaleiro 4 2.843.587 124.952.206
10- The House 3 1.732.777 23.067.335

*Para chegar a esses valores, basta usar a fórmula que expliquei melhor aqui: divide-se a bilheteria final pela de estreia de um filme e multiplica o resultado pela bilheteria de estreia de um longa ainda em cartaz nos cinemas, a fim de prever seus valores finais.

Comenta aí, Marvete!

legadodamarveldisqus