Thor continua na liderança e deixa pra trás O Mundo Sombrio

Curte lá!
Dá um follow aê!
Segue lá!
Se inscreve aê!

 

Em sua segunda semana em cartaz nos cinemas americanos, Thor: Ragnarok continuou na liderança. O filme faturou pouco mais de US$ 57 milhões ao longo do fim de semana nos EUA e chegou aos US$ 212 milhões no país. Assim, Ragnarok precisou de apenas dez dias para superar as bilheterias totais tanto do primeiro filme do Deus do Trovão (US$ 181 milhões) como do segundo (US$ 206,3 milhões) – embora ainda precise ultrapassar o total ajustado pela inflação de O Mundo Sombrio de US$ 220,9 milhões, o que deve acontecer hoje ou amanhã. Por outro lado, o longa já é a 12ª maior bilheteria de todo o MCU, e deve entrar no top 10 nas próximas semanas, assim que superar os US$ 259,7 milhões de Capitão América: O Soldado Invernal.

 

    LEIA TAMBÉM!

 

O filme teve uma queda de 53,5% entre o faturamento da estreia e  o da segunda semana, o que é até bem saudável para o MCU. Afinal, trata-se de uma sustentação melhor que a de longas como os dois Guardiões da Galáxia (55% cada um), O Soldado Invernal (56%) e o próprio O Mundo Sombrio (57%). Claro que, para atingir tal conquista, Ragnarok teve uma leve ajuda do feriado do Dia dos Veteranos nos EUA, que neste ano foi adiantado para a última sexta-feira porque sua data “oficial”, 11 de novembro, caiu num sábado.

 

Seja como for, Ragnarok terá um desafio considerável pela frente para completar sua missão de se tornar o quarto filme de heróis consecutivo de 2017 a faturar mais de US$ 300 milhões nos EUA: a chegada de Liga da Justiça aos cinemas mundiais a partir desta semana. Afinal, esta será a primeira vez que dois blockbusters de super-heróis de proporções colossais se enfrentam com datas de estreias tão próximas um do outro.

 

 

Claro, já aconteceu antes de dois filmes do “gênero” estrearem com poucas semanas de diferença, mas em geral isso envolvia longas em situações bem distintas. Em 2004, por exemplo, Mulher-Gato chegou para tentar competir no quarto fim de semana de Homem-Aranha 2, e o resultado foi uma goleada humilhante a favor do Cabeça de Teia: enquanto o clássico dirigido por Sam Raimi veio a se tornar uma das maiores bilheterias de todos os tempos para filmes de heróis, o longa estrelado por Halle Berry foi um completo desastre de crítica e bilheteria. Mas a DC deu o troco no ano seguinte quando Quarteto Fantástico, estreando poucas semanas depois de Batman Begins, faturou menos do que o reboot do Homem Morcego comandado por Christopher Nolan. Já 2008 viu nada menos que quatro filmes de heróis lançados entre o período de 13 de junho a 18 de julho, com resultados variáveis: enquanto Batman: O Cavaleiro das Trevas quebrou recordes e Hancock aproveitou-se da popularidade de Will Smith para faturar horrores, Hellboy 2: O Exército Dourado flopou tão feio que essencialmente matou a série dirigida por Guillermo Del Toro e O Incrível Hulk é até hoje o único fracasso do MCU. Finalmente, em maio do ano passado, houve o embate entre Capitão América: Guerra Civil e X-Men: Apocalipse, mas enquanto o terceiro filme de Steve Rogers desempenhou como um filme dos Vingadores, o longa da Fox decepcionou nos EUA e precisou ser salvo pela bilheteria de países como a China.

 

    LEIA TAMBÉM!

 

Caso a queda proporcionada pela chegada dos Super-Amigos leve Ragnarok a ter um desempenho similar ao de O Mundo Sombrio (que, como você já sabe, foi jogado para escanteio assim que longas como Frozen e Jogos Vorazes: Em Chamas estrearam), a comédia comandada por Taika Waititi vai sair de cena com cerca de US$ 295 milhões nos EUA. Se o longa se segurar um pouco melhor que seu predecessor (um desempenho parecido com o de, digamos, Guardiões da Galáxia Vol. 2), pode passar dos US$ 320 milhões.

 

 

Claro, é preciso lembrar também que Liga da Justiça não é o único desafio que Ragnarok terá pela frente. Afinal, as próximas semanas trarão também a nova animação da Pixar, Viva: A Vida é uma Festa e o retorno dos Jedi no aguardadíssimo oitavo episódio de Star Wars. Além disso, as principais estreias desta semana nos cinemas americanos, a comédia Pai em Dose Dupla 2 e o suspense Assassinato no Expresso do Oriente, tiveram aberturas acima do esperado e, no longo prazo, podem representar competição entre nichos como o público familiar e a audiência mais velha. Portanto, Ragnarok vai precisar flexionar seus músculos caso planeje superar os US$ 334 milhões faturados pelo longa anterior do MCU, Homem-Aranha: De Volta ao Lar.

 

    LEIA TAMBÉM!

 

Contando com ótimas críticas e um excelente boca a boca, esta talvez não seja lá uma missão muito impossível para os Vingativos.

 

Thor continua detonando em todo o planeta

 

Mas, se nos EUA os resultados foram decentes, no restante do globo eles continuam fenomenais: com US$ 75,9 milhões faturados ao longo do fim de semana, Ragnarok agora tem um total internacional de US$ 438,5 milhões. Com isso, o filme já deixou para trás a bilheteria conquistada por Mulher-Maravilha (US$ 409,2 milhões) e Logan (US$ 390,5 milhões) fora dos EUA.

 

Globalmente, o longa tem US$ 652 milhões, despachando o último longa de Hugh Jackman como Wolverine e seus US$ 616 milhões para fora das top 10 bilheterias globais de 2017. Até o próximo fim de semana, Ragnarok já deverá ter ultrapassado a bilheteria global de filmes como O Soldado Invernal (US$ 714 milhões) e X-Men: Dias de um Futuro Esquecido (US$ 747 milhões), além de se aproximar do primeiro Guardiões da Galáxia (US$ 773 milhões). Fica a dúvida se, até o fim de sua carreira, Ragnarok conseguirá superar os US$ 821 milhões de Mulher-Maravilha.

 

 

De toda forma, é o mercado internacional quem mais está contribuindo para o sucesso de Ragnarok: 67,5% de sua bilheteria global vieram de fora dos EUA, uma proporção maior que a de longas como Homem-Aranha: De Volta ao Lar (62%), Doutor Estranho (65,7%) e Guerra Civil (64,6%). A China lidera como o país que proporcionou a maior bilheteria ao longa afora os EUA com US$ 95,2 milhões, seguido pelo Reino Unido, Coréia, Brasil (cuja análise separada você vai ler amanhã aqui no Legado da Marvel!) e Austrália.

 

Finalmente, na República Tcheca, Ragnarok é simplesmente a maior bilheteria para um filme de heróis de todos os tempos (!). Quem diria que o Deus do Trovão teria tantos fãs no leste europeu, hein?

 

    LEIA TAMBÉM!

 

Fique agora com as bilheterias do fim de semana nos Estados Unidos:

 

Bilheteria EUA de 10/11/17 a 12/11/17:

 

Filme Semanas em cartaz Renda no fim de semana (em US$) Renda acumulada (em US$)
1- Thor: Ragnarok 2 57.078.306 212.068.013
2- Pai em Dose Dupla 2 1 29.651.193 29.651.193
3- Assassinato no Expresso do Oriente 1 28.681.472 28.681.472
4- Perfeita É A Mãe 2 2 11.468.964 39.832.590
5- Jogos Mortais: Jigsaw 3 3.424.319 34.358.412
6- Tyler Perry’s Boo 2! A Madea Halloween 4 2.001.108 45.851.571
7- Tempestade: Planeta em Fúria 4 1.641.680 31.720.572
8- Blade Runner 2049 6 1.460.463 88.051.760
9- A Morte Te Dá Parabéns 5 1.266.440 54.908.045
10- Lady Bird 2 1.199.748 1.731.828

 

Comenta aí, Marvete!

legadodamarveldisqus